Ambiente

CUIDADOS AMBIENTAIS

Estar em dia com a legislação ambiental é condição indispensável para os produtores que desejam formalizar parceria com a Fibria para cultivar eucalipto. A exigência é a mesma tanto para as áreas próprias da empresa quanto para áreas arrendadas ou que fazem parte do Programa Poupança Florestal.

 

A Fibria disponibiliza para o produtor parceiro todas as legislações, além de orientar sobre a melhor forma de atendimento. Todas as orientações são repassadas por profissionais da empresa.

 

Conheça abaixo pontos importantes da legislação e também um pouco sobre certificação florestal, uma ferramenta internacionalmente reconhecida por promover ações em benefício da conservação dos recursos naturais, alinhada com a geração de benefícios sociais.

ambiente

Código Florestal
A nova Lei Florestal brasileira (Lei 12.651/2012) está em vigor desde maio de 2012 e estabelece uma série de regras a serem observadas em imóveis rurais no que diz respeito à proteção da vegetação, Áreas de Preservação Permanente (APP) e áreas de Reserva Legal (RL), além da exploração florestal e o controle e prevenção dos incêndios florestais.

A Lei estabelece as faixas de APP a serem protegidas no intuito de preservar os recursos hídricos, a paisagem, a estabilidade geológica e a biodiversidade, bem como, facilitar o fluxo gênico de fauna e flora, proteger o solo e assegurar o bem-estar das pessoas. Clique aqui e saiba mais.

 

Cadastro Ambiental Rural (CAR)
A nova Lei Florestal instituiu o Cadastro Ambiental Rural (CAR), obrigatório para todos os imóveis rurais, com a finalidade de integrar as informações ambientais das propriedades e posses rurais, compondo base de dados para controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico e combate ao desmatamento. Feita a inscrição (gratuita) do imóvel no CAR, não há mais obrigação de averbação da Reserva Legal no Cartório de Registro de Imóveis. Mais informações e orientações básicas podem ser encontradas no site www.car.gov.br ou nos órgãos ambientais e de extensão rural do estado ou município.

 

Regularização Ambiental (PRA)
Após a inscrição do imóvel no CAR, e existindo passivo ambiental relativo às Áreas de Preservação Permanente (APPs), de Reserva Legal (RL) e de uso restrito (UR), o proprietário poderá proceder à regularização ambiental mediante adesão ao Programa de Regularização Ambiental (PRA).

O PRA foi regulamentado por meio do Decreto Presidencial 8.235/2014, que complementa as regras necessárias à implantação do CAR, o que dará início ao processo de recuperação ambiental rural previsto na Lei 12.651/2012, atual Código Florestal.

ambiente-2

Madeira Certificada
Um ponto muito importante para a Fibria é a certificação florestal.  Um processo voluntário em que os produtores demonstram adotar boas práticas de manejo dos plantios.

 

A certificação florestal é uma ferramenta internacionalmente reconhecida e visa garantir que a madeira utilizada em determinado produto é oriunda de um processo produtivo manejado de forma ecologicamente adequada, socialmente justa e economicamente viável, e de acordo com todas as leis vigentes.

 

A certificação é uma garantia de origem que serve também para orientar o comprador a escolher um produto diferenciado e com valor agregado, capaz de conquistar um público mais exigente e, assim, abrir novos mercados. Ao mesmo tempo, permite ao consumidor consciente optar por um produto que não degrada o meio ambiente e contribui para o desenvolvimento social e econômico das comunidades. Para isso, o processo de certificação deve assegurar a manutenção da floresta, bem como o emprego e a viabilidade econômica da atividade.

 

A Fibria possui duas importantes certificações que atestam o manejo florestal, são: FSC® – Forest Stewardship Council® (FSC – C110130) e Cerflor – Programa Brasileiro de Certificação Florestal. Os produtores florestais também podem buscar essas certificações.

 

Madeira Controlada

A Fibria conta com certificação de Cadeia de Custódia, que faz a rastreabilidade da madeira, atestando que foi produzida de forma adequada e adquirida de fonte legítima. Por meio do Programa de Verificação de Madeira Controlada, a empresa faz auditoria de campo nas propriedades de parceiros para identificar os pontos de atendimento à sua política de aquisição de madeira.

 

São verificados aspectos como:

 

  • Licenciamento ambiental e demais autorizações legais para a produção de madeira.
  • Verificação da origem das mudas utilizadas no plantio como evidência de que não foram plantadas árvores geneticamente modificadas (OGMs).
  • Atendimento pleno dos direitos civis dos trabalhadores.
  • Uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs).
  • Medidas de proteção de áreas de conservação ambiental nas propriedades.
  • Comprovação de que não houve conversão de florestas nativas em áreas de plantio de eucalipto.