Mídia - Notícias

IMG_20180928_133710058 - Copia 2

Rentável e sustentável

A propriedade do professor universitário e engenheiro civil George de Barcellos Sá Antunes vinha sofrendo com o solo seco e a baixa produtividade desde 2014. Com tradição de pecuária, a área em Baixo Guandu (ES), na região do Vale do Rio Doce, teve perda da pastagem, o que prejudicou a criação bovina. Ao buscar uma alternativa para recuperar a fazenda e diversificar seu negócio, George recebeu uma dica de seu genro sobre os benefícios do eucalipto. Foi quando procurou a Fibria solicitando uma visita, gostou das vantagens apresentadas e assinou seu primeiro contrato de parceria por meio do programa Poupança Florestal.

 

O primeiro plantio ocorreu em março deste ano em uma área de 45 hectares. Depois, George assinou um segundo contrato para uma área de 15 hectares, com plantio em junho. O produtor está bastante animado com o crescimento da floresta. “Minha expectativa é grande e pretendo plantar também em outras área, atingindo 100 hectares. Fui o primeiro da região a apostar no eucalipto e tenho certeza que, após verem a minha experiência, outros vizinhos também vão querer plantar”, contou George, proprietário da Fazenda Água Limpa, juntamente com a esposa Carmem Ferreira Antunes.

 

Para ele, dentre as principais vantagens da floresta plantada estão o baixo custo, já que o capital necessário é investido pela Fibria, e a garantia de compra antecipada. Ele cita ainda o fato de o corte e o transporte da produção serem de responsabilidade da empresa, eliminando a necessidade do produtor de contratar mão de obra para esse fim. “É um negócio rentável e sustentável ambientalmente. Acredito que terei um grande ganho no solo com a floresta, que voltará a reter água”, ressaltou. Com o recurso, ele já faz planos de recuperar parte do gado perdido durante a seca.